Você sabe o que é ESG e como este conceito pode ampliar os ganhos da sua empresa?

 Por Tairi T. Gomes – Biólogo, economista com especialização em Gestão da Sustentabilidade.

A gestão sustentável não diz respeito somente às grandes empresas. Qualquer empresa, de qualquer setor, independentemente do seu porte, pode e deve fazer uso dessa prática, difundida hoje mundialmente.

E um dos maiores ganhos da gestão sustentável é destinado, sem sombra de dúvidas, à imagem e à reputação da empresa perante os consumidores, clientes e investidores.

Assim, a gestão sustentável é uma solução inteligente, um modo de as empresas se manterem vivas e prósperas, uma vez que esse uso eficiente dos recursos ajuda, inclusive, na redução dos custos, na diminuição de resíduos nocivos e na elevação dos índices de produtividade.

O conceito de sustentabilidade surgiu na ONU na década de 1980 e, originalmente, em um contexto puramente ambiental. No decorrer do tempo, porém, esse termo começou a incorporar também as variáveis sociais e econômicas.  Ao implementar essa concepção ao segmento empresarial, é possível definir a gestão sustentável como um modelo de gestão corporativa que adota, em seu escopo de processos, ações diversas baseadas na preservação dos recursos ambientais, sociais e financeiros, que são os três pilares atuais da sustentabilidade.

Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – OSD – surgem nesse contexto e são uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, em setembro de 2015, composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030.

Sua empresa tem uma gestão sustentável?

Você sabia que atualmente empresas que seguem esse conceito estão entre aquelas que recebem investimentos e possuem as melhores avaliações dos consumidores?

Com a pandemia do coronavírus, a preocupação dentro das companhias no que se refere ao ambiente de trabalho ganhou proporção e forma dentro das organizações que querem ampliar mercado e alavancar os seus investimentos.

ESG é a sigla é usada para se referir às melhores práticas ambientais, sociais e de governança de um negócio – mas também pode ser um critério para investimentos.

Para a gestão sustentável, baseada nesses conceitos, protagoniza o ESG. Essa sigla que está mudando as empresas é calçada nesses pilares. Em inglês, ESG – Environmental, Social and Governance, em português, Ambiental, Social e Governança, um modelo  criado como uma métrica para avaliar o desempenho das empresas nesta nova conjuntura de atender ao desenvolvimento sustentável. Ao invés, de analisar apenas índices financeiros, por exemplo, investidores também observam fatores ambientais, sociais e de governança de uma companhia

Ou seja, ESG é um sinônimo para empresas sustentáveis e socialmente responsáveis. Nesse processo, os riscos ambientais e sociais precisam ser medidos, avaliados, controlados e melhorados, através de políticas, procedimentos, regras, códigos de condutas, e certificações nas empresas. 

No que se refere aos pilares, o elemento ambiental é o mais difundido em questão de sustentabilidade. Ele se refere à utilização racional e consciente de recursos naturais, como água, energia, geração de resíduos, entre outros.

O aspecto social, por sua vez, engloba as políticas e as práticas institucionais dotadas de responsabilidade social, como políticas de não discriminação, condições de trabalho e desenvolvimento social do entorno da empresa.

No que concerne ao pilar econômico, isso quer dizer, na verdade, a responsabilidade com a questão à impostos, combate à corrupção e desenvolvimento econômico do entorno, com foco na perenidade da sustentabilidade dos negócios. 

Cada vez mais consumidores e investidores estão preferindo empresas que estejam alinhados com esses princípios. Os consumidores atuais, mais exigentes e bem informados do que nunca, pesquisam informações e fazem verdadeiras análises sobre as empresas com as quais consideram fazer negócios. Respeito deve ser uma palavra-chave que deve ser incorporada ao conceito de gestão sustentável.

A Pró-Ambiente trabalha para que a sustentabilidade esteja ao alcance de todos e desenvolve projetos próprios para cada situação, todos voltados à realidade socioeconômica brasileira e factíveis de serem implantados. Consulte-nos!