Em continuidade à programação em comemoração à Semana do Meio Ambiente, a Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (UGPUMA), por meio da Diretoria de Meio Ambiente, promoveu, no dia 06.06.2022, apresentação e discussão do Plano Municipal da Mata Atlântica e do Cerrado (PMMAC).

O gestor da UGPUMA, Sinésio Scarabello Filho, lembrou sobre a importância do documento. “O Plano da Mata Atlântica e do Cerrado irá integrar o Plano Municipal Ambiental e é um importante instrumento de gestão para a cidade. A partir de agora é entender como podemos dar efetividade a essas políticas e indicações apresentadas no documento. Vamos transformar em um projeto de lei e vamos dar andamento para aprimorar a conservação dos biomas”.

A apresentação foi realizada pelo técnico da empresa Pró-Ambiente, responsável pela elaboração do Plano, Tairi Gomes, que explicou sobre o trabalho realizado. “A Mata Atlântica é o bioma que tem mais sofrido pressão, por conta do avanço urbano. Em todo o Estado de São Paulo temos apenas 21% do território com Mata Atlântica e apenas 1% com Cerrado. O Plano ajuda a direcionar como conservar e preservar esses remanescentes na cidade”, explicou.

Tairi ainda explorou sobre os seis objetivos específicos do Plano Municipal e as 25 diretrizes que foram trabalhados. “Dentro  de cada diretriz estabelecemos mais de 240 ações necessárias para implementar o PMMAC, com um plano de ação para que seja colocado em prática, com prazos de curto, médio e longo prazos. O que tem que ser feito agora é a definição das prioridades. É um plano da cidade, a longo prazo”.

Ao final da explanação, os participantes puderam sanar dúvidas sobre o trabalho apresentado.

[Fonte: https://jundiai.sp.gov.br]